Apnéia do sono


Pessoas com apneia obstrutiva do sono (PAPEL) perturbaram o sono e baixos níveis de oxigênio no sangue. Quando ocorre apneia obstrutiva do sono, a língua é sugada contra a parte de trás da garganta. Isso bloqueia as vias aéreas superiores e o fluxo de ar para. Quando o nível de oxigênio no cérebro fica baixo o suficiente, o dorminhoco desperta parcialmente, a obstrução na garganta limpa, e o fluxo de ar começa novamente, geralmente com um suspiro alto.

Ciclos repetidos de diminuição da oxigenação levam a problemas cardiovasculares muito sérios. Além disso, esses indivíduos sofrem de sonolência diurna excessiva, depressão, e perda de concentração.

Alguns pacientes têm obstruções menos graves, chamadas de Síndrome de Resistência das Vias Aéreas Superiores (UARS). Em ambos os casos, os indivíduos sofrem muitos dos mesmos sintomas.

Tratamento para apnéia do sono

O primeiro passo em tratamento para apnéia do sono reside no reconhecimento dos sintomas e na busca de uma consulta adequada. Cirurgiões bucais e maxilofaciais oferecem opções de consulta e tratamento.

Além de um histórico detalhado, os médicos irão avaliar as relações anatômicas na região maxilofacial. Com cefalométrico (radiografia de crânio) análise, os médicos podem determinar o nível de obstrução. Às vezes, um exame nasofaríngeo é feito com uma câmera de fibra óptica flexível. Para confirmar a quantidade de comprometimento cardiovascular e diminuição dos níveis de oxigenação, um estudo do sono pode ser recomendado para monitorar um indivíduo durante a noite.

Opções de tratamento para apneia do sono

Existem várias opções de tratamento disponíveis. Um tratamento inicial pode consistir no uso de um máquina de CPAP nasal que fornece oxigênio pressurizado através de uma máscara nasal para limitar a obstrução à noite. Uma das opções cirúrgicas é a faringoplastia úvula-palato (UPPP), que é realizado na parte de trás do palato mole e garganta. Um procedimento semelhante às vezes é feito com a ajuda de um laser e é chamado de uvulopalatoplastia assistida por laser (CORRE). Em outros casos, uma sonda de radiofrequência é utilizada para apertar o palato mole. Esses procedimentos são geralmente realizados sob sedação leve IV no consultório.

Em casos mais complexos, os ossos da mandíbula superior e inferior podem ser reposicionados para aumentar o tamanho das vias aéreas (cirurgia ortognática). Este procedimento é feito no hospital sob anestesia geral e requer uma pernoite de um a dois dias no hospital.

OSA é uma condição muito séria que requer atenção cuidadosa e tratamento. A maioria dos principais planos médicos oferece cobertura para diagnóstico e tratamento.

Restaurando sorrisos e mudando vidas

Ligue-nos para qualquer dúvida ou para marcar uma consulta.

407-656-8080 Marque uma consulta